Augusto do Mundo Mais: “Gosto que olhem para a minha mala”

Ele surgiu tímido no site pornô Mundo Mais em uma cena onde apenas socava uma punheta enquanto dizia que gosta mesmo é de comer mulher casada. Depois, topou ser mamado por outro cara, tudo isso devidamente gravado e exibido, para o deleite de seus fãs.

Mês passado, porém, Augusto causou burburinho ao contracenar com o experiente ator Daniel Carioca. Dessa vez, longe de um trabalho tímido e solitário, ele cruzou a barreira que ele mesmo havia imposto no início, de fazer apenas cenas leves.

Com Daniel Carioca, houve muito sexo, inclusive, como passivo. O trabalho foi batizado de Looping e também é uma produção da Mundo Mais, composta por três cenas – a primeira delas lançada em março de 2018, e talvez o melhor trabalho de Augusto até aqui.

Apesar da pouca idade (ele tem apenas 26 anos), o ator já tem muita história para contar. Há dois anos, ele deixou sua cidade natal, Recife, abandonou emprego como supervisor de vendas, guardou o diploma de administração no armário, encerrou um relacionamento de três anos e seguiu para tentar a sorte grande em São Paulo.

Dono de uma piroca de 22cm, 1.85 de altura e 70kg distribuídos em um corpo moreno másculo e peludo, Augusto não tem vergonha de se expor. Ele gosta mesmo é de ser desejado – por homens e mulheres, não importa.

Na entrevista exclusiva ao Inside Porn, o ator conta detalhes do seu trabalho, enquanto pede para encerrar a entrevista porque terá de atender um cliente. Quando retorna a falar com a gente, ele fica ainda mais safado. Confira. 

Você é do Recife, mas muita gente pensa que é do Acre. Por que?

Sim. Essa foi uma decisão dos produtores da Mundo Mais, que quiserem fazer uma brincadeira com o imaginário dos assinantes. Já existem muitos modelos do nordeste no site, então por quê não ter alguém do Acre? Eu até brinquei com eles que eu não tinha sotaque de lá (risos). A verdade é que eu nem sei como é o sotaque do Acre, mas a brincadeira deu certo.

Como foi essa mudança do Recife para São Paulo?

Faz dois anos que estou em São Paulo e essa mudança marcou, na verdade, o fim de várias fases em um só momento, mas o início de outra. Terminou um ciclo e comecei um outro, em busca de novas oportunidades. Antes de deixar o Recife, terminei meu curso de administração, encerrei meu casamento, fui desligado da empresa que trabalhava como supervisor de vendas, e em janeiro já tinha uma nova vida aqui. No pornô. Mudança drástica.

ef24d076-3e95-4b38-a174-a743ba49fb82

E por que decidiu trabalhar com seu corpo? Como começou?

Apesar de aparentemente tímido, eu gosto de me exibir. Gosto que me olhem com desejo. E eu sempre tive a ideia de fazer algo do tipo. Tanto que eu é que fui atrás disso. Enviei fotos para produção da Mundo Mais, que viu, gostou e me fez o convite para o primeiro trabalho, solo. Foi bem legal.

Augusto pede para encerrar o papo, para atender um cliente. Ao retornar, nós perguntamos como foi.

Foi tranquilo?

Sim, sim. Na maioria das vezes é tranquilo. (Ele solta uma risada safada).

Com 22cm, fica difícil não ser notado…

Sim. E eu gosto de me exibir em lugares públicos, tipo andar de calção sem cueca. Tenho tesão em usar calção de futebol, tenho vários. Saio nas ruas com eles, sem cueca. Minha pica fica balançando e os caras olham e já percebem na hora. Isso me excita muito. Então, quis ir além e passar a transar em frente às câmeras, ser visto, comentado, desejado e reconhecido.

29597842_1475605775881264_5401842191863349388_n

 

Inclusive, na época do primeiro filme, você disse que iria parar por ali, que não iria fazer uma cena completa…

Era o meu pensamento inicial, fazer apenas cenas mais leves, mas recebi uma proposta muito boa para seguir uma linha mais completa, com cenas de sexo. Não pude resistir. E filmei logo com o Daniel Carioca.

É verdade que você tem tesão em mulher?

Sim, sou bissexual. Tenho muito tesão por mulher casada. Adoro comer uma mulher enquanto o corno assiste.

Qual parte do seu corpo que você gosta mais?

Eu tenho traços marcantes que sem querer já chamam atenção. Então só dou uma apimentada. Minha boca, meu pau…

O relacionamento que você tinha no Recife durou muito tempo?

Sim, três anos, com um cara. Terminou em dezembro, um mês antes de eu vir para São Paulo. Decidi investir no mundo pornô depois desse termino. Sou bissexual, embora ainda role uns lances, quando tenho tesão em comer mulher, eu como.

“Tenho tesão em usar calção de futebol, tenho vários. Saio nas ruas com eles, sem cueca. Minha pica fica balançando e os caras olham e já percebem na hora. Isso me excita muito”.

E como percebeu a bissexualidade?

Estudei em colégio interno, só tinha homens. Nessa época, aos 17 anos, não tinha nenhum tipo de atração por homens, mas obviamente os caras comentavam do meu pau. Só fui ficar com homens aos 19, 20 anos, mas no colégio, na hora do banho, obviamente percebiam o meu pau.

Recentemente, você chocou seus fãs ao ser passivo com o Daniel Carioca, que é um ativo extremamente experiente. Como foi isso?

Sim e teve muito oral dos dois. Esse filme faz parte de uma série de vídeos, provavelmente três, com o mesmo tema. Depois desse primeiro, vocês vão ver os outros. Está bem legal e foi bacana filmar com ele.

Você não resistiu à proposta?

Quando o Mundo Mais sugeriu fazer passivo, eu argumentei que, de repente, seria melhor fazer versátil, mas não teve jeito. Eu até escolhi com quem queria gravar, mas fiquei feliz de ter filmado com o Daniel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s