Alex Anaconda: “Encaro o pornô como um negócio”

Existe todo tipo de aspirante a ator pornô, mas dois deles se destacam na internet: o que faria qualquer coisa para filmar para grandes empresas do ramo e o que não dá a mínima para elas. Neste segundo grupo, descobrimos o Alex Anaconda, um norte-americano de 36 anos, morador de Houston, Texas, que garante não fazer questão em ser convidado para filmar para as grandes.

Isso porque ele está satisfeito com o trabalho que vem realizando por conta própria. Basicamente, Alex produz seu próprio conteúdo. E as ferramentas que ele têm são para lá de generosas: o negão é dono de uma piroca de 25 cm e, apesar de não ser tão alto assim (1,73cm) e nem tão forte (70kg), ele tem corpo definido, peitoral de macho e um volume de dar inveja a qualquer mulher.

Todo esse talento em um homem, aliado à sua veia empreendedora, só poderia resultar em um negócio rentável. Além disso, ele traz consigo a experiência que herdou comendo mulheres em casas de swing. “Para que vou limitar o meu trabalho e vincular minha imagem à empresas se posso produzir meu próprio conteúdo e ganhar mais dinheiro com isso?”, questiona ele, que atualmente vende seus vídeos no paypal.me/AAnacondaXXX.

O Inside Porn conversou com Alex, o primeiro negro a passar por aqui.

Como você caiu nesse mercado?

Eu comecei nesse mundo pornô fazendo swing aqui e acolá. Fiz muitos vídeos amadores com os casais que eu fazia troca. Normalmente, os caras gostam de me ver comendo a mulher deles e filmavam toda a transa. Eu nunca liguei, sempre deixei filmar sem problemas. Até que eu percebi que alguns casais faziam isso para vender os vídeos e estavam ganhando grana. Eu não fazia ideia de que isso acontecia. Até que eu comecei a filmar e a vender os meus também.

img_1490

E nunca te passou pela cabeça trabalhar para as grandes empresas?

Não. Sabe por quê? Porque eu sou um cara de negócios. Se você me desse 600 dólares para fazer pornô e eu soubesse que você faria três vezes mais esse dinheiro com a minha cena, por que ainda assim eu trabalharia pra você? Prefiro manter os direitos em relação ao meu próprio produto, que é a minha imagem. As grandes empresas podem ficar com os 600 dólares delas.

O que torna seu trabalho diferente daquele que já existe por aí?

Os meus seguidores gostam de ver a coisa de verdade, entende? O pornô tem ficado cada vez mais falso e chato. Eu não apenos filmo. Eu fodo. E fodo bem. Eu não sigo roteiros, eu deixo acontecer. Prefiro deixar as emoções naturais entrarem em cena de forma que a real experiência entre um homem e uma mulher seja fielmente retratada.

Se é tão real, por que você sempre usa preservativos nos filmes?

Porque é exatamente isso que as pessoas fazem (ou deveriam fazer) quando encontram uma mulher gostosa no bar ou na balada. Você não foderia uma estranha sem proteção, ou pelo menos eu encaro dessa forma, certo? Essa é uma das formas que eu me conecto com o meu público porque sei que sou bastante realístico no que produzo. E eu valorizo muito esse apoio que recebo, tanto que resolvi produzir meu próprio site, que deverá ser lançado em breve.

img_1495

Qual seu objetivo com esse trabalho?

O site vai se chamar Anaconda Studios XXX. Quero ter uma linha exclusiva de modelos. Atualmente, trabalho com um estúdio canadense chamado Dick Dazzle. Eles fazem jóias personalizadas para paus. Inclusive, eu tenho um, que fizeram para o meu pau. Esse trabalho é parte de uma linha de produtos feita especialmente pra mim chamada Royal Anaconda. Em breve, postarei fotos. É incrível. Com o pornô, quero também empreender mais. Eu trabalhava com uma atriz, que tinha um espírito bastante empreendedor. Ela queria os 600 dólares que eu mencionei antes. Eventualmente, ela entendeu a questão e desistiu disso. O que quero dizer é que trabalhar com gente que percebe o pornô como um negócio e não apenas como um trabalho. Espero poder encontrar mais gente assim no meu caminho.

Acho que você é um cara legal, gostoso, com muito a oferecer…

Eu sou tudo isso e mais um pouco. Tenho uma personalidade positiva, sou extremamente inteligente. Possuo um mestrado em negócios e acho que é assim que as pessoas me percebem: um misto de sex appel com inteligência. A maioria das pessoas fica encantada com minha personalidade quando me conhecem pessoalmente. Características como negão grande, forte, pauzudo, são apenas alguns dos meus traços, mas além deles existem vários outros.

Há espaço para sexo gay nesse teu caminho independente no pornô?

Sou grato a todos os fãs, gays ou heteros, não importa. Mas não vou fazer filmes com essa temática porque eu não sou gay ou bi. Sou um cara hetero. Minha natureza é minha natureza e não vai mudar. Embora, como eu disse, eu aprecio o suporte de toda a comunidade. Espero estar produzindo conteúdo que qualquer um possa curtir, independente de orientação sexual.

img_1494

O que você faz além de pornô?

Eu gosto de investir dinheiro no mercado, gosto de ler livros, a maioria sobre desenvolvimento pessoal. Também curto jogar vídeo game às vezes. Sou uma criança de coração, sabe? Risos. Gosto de aproveitar a vida e de fazer as pessoas ficarem excitadas comigo. Meu dia a dia é repleto de risadas e energia positiva. Além do pornô, eu sou um cara de negócios, por isso preciso sempre usar terno, devido às reuniões que tenho. Às vezes tiro o pau pra fora e faço fotos vestido assim. O pessoal gosta bastante.

O que você acha do papel do homem negro na indústria pornô?

Eu diria que ainda é um tabu. Mulheres gostam de homens negros, isso é um fato. A maioria já experimentou um deles ou teve/tem fantasias. Eu me recordo que, quando eu freqüentava casas de swing, conheci uma mulher, branca, que nunca havia transado com um cara negro porque o marido dela tinha medo de que ela ficasse viciada em nós. O motivo, segundo o tal marido, era que os negões têm pau grande e o dele era pequeno e, além disso, a pegada era mais masculina, mais intensa. Então, entrei em cena e convenci os dois a cederem. Afinal, era o desejo da mulher e ele acabou aceitando.

img_1492

E qual foi o resulto disso?

Quando eu comi a boceta dela, era tão apertada, que sangrou no meu pau. Mas sabe o que rolou depois? Ela voltava na casa de swing para transar comigo sempre que possível. O marido dela até hoje não sabe, mas a mulher dele me paga para que eu mostre meu pau pra ela, envie vídeos, etc, até hoje. É uma das grandes patrocinadoras que tenho. Eu acho que, no pornô, os homens negros são o que todo mundo quer ver, independente se eles preenchem o estereótipo de pauzão. Os homens negros estão no comando dessa indústria agora.

Quando você notou que tinha algo diferente entre as pernas?

Eu percebi que meu pau era maior do que o da maioria dos caras quando eu estava, sei lá, na oitava série. É que, naquela altura, as pessoas já percebiam. Eu assistia pornô para socar uma e percebia que o meu era maior e mais bonito do que os caras dos filmes. Mas preciso dizer que não são só benefícios, mas há também desvantagens.

Duvido…

Sim. Posso perder as contas te contando quantas mulheres já deixaram de transar comigo por causa disso. Ou, ainda, todas as vezes em que machuquei a cabeça do meu pau tentando penetrar mulheres apertadinhas. Todo dom vem com benefícios e desvantagens. Eu tento cuidar do meu amigão aqui da melhor forma. A essa altura da vida eu me orgulho de dizer que muitas mulheres já se divertiram com ele, entre 200 e 300 com certeza.

Além de bucetas branquinhas, o que mais te excita?

Mulheres brancas são minhas favoritas. Eu já fudi bocetas de todas as cores. Eu amo mulher, independente de raça, mas mulheres brancas, com bocetas rosinhas estão no topo da minha lista. Além disso, bundas grandes me deixam maluco. Minha esposa tem uma bunda enorme e é branca. Toda vez que a vejo sinto vontade de comê-la, fico de pau duro imediatamente.

img_1493

Então você deveria vir ao Brasil…

Risos. Acho que por isso sempre amei as mulheres brasileiras. Elas geralmente têm o que gosto. Quero trabalhar com as brasileiras muito em breve. Você já fudeu três mulheres de uma só vez? Acredite em mim. É trabalho extra, demanda muito do homem, mas é extremamente recompensador. Eu fiz isso uma vez quando freqüentava as casa de swing. Durou uma hora e eu fiz todas as três gozarem. Elas tinham bundas gigantes. A parte triste disso é que eu não gozei. Tive que ir pra casa e bater uma. Estou contando essa história pra te mostrar o quanto eu gosto de mulher.

Conte algo que ninguém saiba ao seu respeito

Já comi algumas celebridades. Uma delas é uma conhecida body builder, mas não vou entregar os nomes, não seria legal da minha parte. Também escrevi um livro quando eu tinha 28 anos. Vendia na Amazon e outras lojas por algum tempo. E uma última coisa antes de a gente finalizar isso: eu estou seriamente considerado concorrer a prefeito da minha cidade.

Eu gosto de como você é direto nas suas respostas…

Sou um homem de negócios, então é natural que eu seja assim.

Siga-o em @AlexAnacondaXXX no Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s