Andy Krugger: “Sou um romântico apaixonado”

Andy Krugger é catarinense, natural de Joinville, tem 29 anos e rosto e corpo de dar inveja a qualquer homem. Do alto de seus 1,92cm, o gigante de 24 cm trouxe os holofotes para si quando decidiu trocar a privacidade de quatro paredes pela exposição em frente às câmeras. Em outras palavras, aliou o trabalho como acompanhante de luxo com o de ator pornô.

O seu primeiro filme, O Barman Caralhudo, produzido pela brasileira Hotboys, já é um dos mais acessados do site, segundo apurou o Inside Porn. No Twitter, não se fala em outra coisa. Tanto sucesso se deve em parte ao bonitão catarinense e também a outro nome já consagrado da internet, o acompanhante e ator pornô Marcos Goiano.

Se a experiência de Goiano ajudou na química vista entre os dois, a masculinidade e todos os outros atributos de Andy deram uma pitada especial. Ele tem barba grande, muito leite, pau dotado e testosterona de sobra. Não é por menos que o gato já está sendo comparado com o famoso Tim Kruger, dono da famosa TimTales.

O Inside Porn também apurou que a Hotboys não quer perder tempo e já deve produzir novos vídeos com o rapaz em breve, enquanto outras produtoras estão de olho nele.

Nesta entrevista com a gente, o catarinense falou sobre sexo, amor, religiosidade, projetos futuro e revelou ser o último dos românticos…

A gente reconhece de longe quando um macho cheira a sucesso. Como você veio parar neste universo que é o pornô?

A minha vida tomou um novo rumo quando eu resolvi aceitar que não sou um designer de moda, objetivo que me fez largar a vida no Sul e tentar em São Paulo, onde moro atualmente. Hoje digo que sou um ator pornô e tenho muito orgulho do que faço.  Não tenho vergonha de trabalhar com sexo. Se um dia, no futuro, alguém questionar sobre meu passado, vou continuar dizendo com orgulho porque acho que na vida o próximo passo deve muito ao passo anterior.

Soube que você criou uma marca de roupas… poderia mostrar alguns de seus desenhos?

Sim. Quando vim para São Paulo estudar moda, criei essa marca chamada ‘Angel Why?’. O motivo pela escolha do nome é uma pergunta que quebra paradigmas. Anjos representam algo muito forte em minha vida. Devemos ser o que os outros querem que a gente seja ou devemos ser aquilo que realmente queremos ser?

Quais são seus objetivos como ator pornô?

Eu desejo crescer e fazer um nome nesse ramo, sendo o que sou de verdade, ativo ou passivo, macho dominante ou passivo dominante, não importa. Adoro sexo e faço porque gosto. Tenho tesão em fazer isso. Não consigo me imaginar sendo o que não sou de verdade. Se rolar de ir ao exterior, quero representar bem o meu país, que apesar de tudo que vivemos, tenho também muito orgulho em ser brasileiro.

Você já curtia pornô antes de fazer parte dele?

Na verdade, nunca fui muito ligado em atores pornôs e nesses trabalhos. Acho que o único que sabia o nome era o Rocco Steel. Um amigo que mora na Suíça me disse que eu lembrava o tal Tim Kruger, da TimTales. Os clientes começaram a repetir isso e então fui pesquisar. Minha mãe é descendente de alemães e meu pai é espanhol, então acho que vem daí a semelhança. Os produtores resolveram utilizar essa semelhança para me batizar com o nome artístico. Eu gosto disso. Acho que ser comparado com alguém como o Tim é motivo de orgulho, sim.

Como foi cruzar a linha entre algo que acontece em quatro paredes para algo que milhares de pessoas vão assistir?

Confesso que fiquei um pouco aflito, mas sempre digo que é preciso dar um pulo no escuro, tentar, arriscar, até porque se não fizermos isso, de nada adiantaria. Então, eu arrisquei tudo ao cruzar essa linha. Poderia perder amigos, o respeito da família, mas graças a Deus não perdi nada disso. Ganhei em troca o carinho das pessoas que realmente gostam de mim. E agora os fãs…

E o primeiro trabalho você já encarou o famoso Marcos Goiano. Como foi isso?

Foi natural gravar com ele. Marcos me deu alguns toques, dizia o que eu podia fazer, onde pegar, o que era legal etc. Muito do que vocês vêem no vídeo é o que faço com meus clientes em quatro paredes. Achei que iam perceber meu nervosismo, mas não fui tão critico comigo. Este é meu primeiro trabalho e ainda há tempo de melhorar. Mas quando comecei a ver a repercussão percebi que foi bem aceito. Aliado ao apoio da família e amigos, sigo com muito foco e força para continuar a produzir.

12415fb2-e22f-4b3a-a948-b034d4b4f0fa

Ter sido acompanhante antes do pornô te ajudou de alguma forma?

Sim e me deu mais segurança. Mesmo como acompanhante eu sempre tentava mudar de área, porque ficava com medo do que outros iriam dizer. A partir do momento que cruzei essa linha e gravei a primeira cena, senti como se tivesse libertado uma fênix de dentro de mim. Todos os meus medos caíram por terra e hoje tenho orgulho do que faço.

A cena também chamou atenção por ter sido bareback. O que diz sobre isso?

Eu adoro fazer bareback. Tenho muito tesão em filmes do gênero porque me parecem mais naturais. Eu faço uso do PrEp (a profilaxia anti-HIV) há um ano. No começo do tratamento é complicado, mas é importante. Acho que as pessoas devem tomar suas próprias decisões. Não é porque eu gosto de bareback que eu vou fazer todo mundo gostar e incentivar isso. O correto é aquilo que você acha melhor para a sua vida. Eu, particularmente, não vejo problema nisso. As pessoas precisam ler mais sobre a medicina atual, algumas têm uma cabeça muito provinciana. Não estamos mais nos anos 80 que o tratamento de HIV matava. Hoje em dia é mais fácil uma pessoa morrer do coração do que de HIV. Antes de questionar o tesão das outras pessoas, sugiro lerem a respeito.

Já se envolveu com mulheres? Um homem deste tamanho deve chamar atenção da mulherada…

Sim, já sai com mulheres porque sou romântico demais e carente demais para o meu gosto e acabei me apaixonando. Mas nunca tive tesão nelas. Eu sou gay, sempre me identifiquei assim. Quando eu me assumi para minha mãe aos 13 anos ela me disse: – filho, você acha que eu já não sabia disso? Minha mãe é incrível e tem a cabeça mais evoluída que muita gente por aí.

Mães…

Pois é. Ela é judia, sou judeu, e tenho fascínio pela minha religião e herança cultural.

Eu percebi o seu cordão, mas você não é circuncidado. Por quê?

Porque não sou religioso. Minha mãe, sempre incrível, quis que eu crescesse primeiro para decidir o que fazer em termos de religião. Meu pai é cristão, então não fui circuncidado. Mas fiz Bar Mitzvah e até sou confeiteiro judaico nas horas vagas – adoro fazer bolos judaicos e chalá.

62111150-f8bb-4f39-8c92-bbb91cd26daa

Tão prendado assim, você está mesmo solteiro?

Sim e vou dizer: eu prefiro namorar clientes, porque daí a gente desenrola uma história. O problema de namorar com fã, percebo, já que o fã já entra na relação apaixonado ou idealizando algo e muitas vezes eu não me apaixono de cara. Às vezes em que eu me relacionei com clientes, desenvolvemos uma história bacana. Como eu disse, eu sou romântico demais. Posso não parecer, mas sou. Gosto de andar de mão dada, beijar em público e fazer com que a pessoa que esteja comigo tenha orgulho de estar comigo.

Quem vê você falando assim nem imagina que aquele cara dos filmes é este romântico apaixonado…

É verdade, mas eu digo isso porque todos que me vêem como ativaço dominador, barbudo, altão, super dotado e o comedor não imaginam. Afinal, por que eu não poderia ser também um passivo macho altão barbudão e dotado? Acho que está na hora de começar a mudar esses pré-conceitos.

Veremos um filme seu como passivo em breve?

Não acredito que vá acontecer por agora, mas pode acontecer. Se acontecer, vou fazer o meu melhor.

Para terminar, diga pra gente o que deixa Andy Krugger malucão?

Além do beijo na boca, adoro ver que a pessoa que está comigo está excitada, que ela realmente quer estar ali.

Siga o @AndyKrugger no Twitter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s