Eduardo Picasso: “O que eu tenho entre as pernas é surreal”

Eduardo Picasso viu a vida mudar quando passou a fazer filmes adultos para ganhar a vida, aos 21 anos. De origem simples, o rapaz de 24 anos deixou para trás a vida em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, e agora mora na luxuosa Berlim, na Alemanha, onde se dedica exclusivamente ao oficio.

O sucesso se deve muito ao talento que a natureza lhe deu. O nome “Picasso” não foi escolhido por acaso. O carioca tem 30cm de pau e, acreditem, só se deu conta de que carregava algo especial entre as pernas quando começou a transar com homens.

Atualmente, ele tem contrato exclusivo com a produtora alemã TimTales. Eduardo conversou com o Inside Porn. Você começou na brasileira Hotboys e logo foi parar na TimTales, uma das maiores do ramo. Como foi esse alto?

O contato foi através de um amigo que tenho em comum com o Tim Krueger, dono da TimTales, e no terceiro dia na Europa eu viajei da Itália à Barcelona para gravar as primeiras cenas com eles, com o pensamento de que seria somente mais um trabalho, mas lá foi, na verdade, onde tudo aconteceu. O filme teve uma ótima repercussão assim que foi lançado. Devido a isso me ofereceram um contrato exclusivo.

E como tem sido a experiência?

Meu primeiro dia na Europa foi uma mistura de susto com encanto, principalmente com a temperatura! Até hoje eu tive muita boa sorte de encontrar pessoas incríveis no meu caminho. A TimTales, por exemplo, é a minha segunda família e foi com eles que eu me encontrei, passei a ter mais prazer em fazer o que eu amo, que é exercer a arte de atuar na pornografia.

Antes dos filmes você já trabalhava com algo relacionado?

Não. Antes dos filmes eu trabalhava como escovista no Rio de Janeiro. Um belo dia eu acordei querendo fazer algo diferente, mas não sabia o que! Nesse mesmo dia eu fui a uma sauna em Copacabana, e acabei recebendo uma proposta pra gravar com a produtora Hotboys. Fiz meu primeiro filme, que ganhou o título de Buraco Hot, e foi aonde tudo começou.

Como foi?

Foi bom, agradável. Não era contrato fixo, mas eu fiquei um ano com eles. Fiz ao todo cinco cenas gravadas. São pessoas maravilhosas, e foi por causa do trabalho na Hotboys que inúmeras portas se abriram pra mim e me fizeram chegar até aqui.

Você saiu de uma realidade muito diferente no Brasil para status de estrela pornô internacional na Europa. A pornografia pode mudar a realidade das pessoas?

Sim e eu sou a prova disso. A minha realidade no Brasil era a das mais simples e hoje, graças ao pornô, eu consegui mudar bastante coisa, ajudar a minha família que sempre esteve comigo em qualquer decisão. Pela minha experiência, eu vejo o universo pornô no Brasil ainda muito pouco desenvolvido, mas foi por meio dele que consegui chegar até aqui. O que você vai fazer dele depende do que busca cada pessoa!

O que falta no pornô brasileiro em sua opinião?

Assumir e valorizar mais os profissionais de sua indústria. Para ganhar tem que perder e quase nenhuma produtora se importa com isso!

É verdade que são 30cm?

Sim. O porquê disso tudo eu não vou saber explicar. Se fosse de outra pessoa, e eu somente ouvisse falar que existe um cara por aí com 30cm de pau, eu acho que eu também não acreditaria. O tamanho do meu pau me assusta, às vezes.

Como foi perceber que seu pau é incrivelmente maior que 90% dos outros caras?

Quando eu me relacionava com mulher, geralmente, elas reclamavam, mas eu achava que era normal, que todo homem deveria incomodar. Depois, comecei a me envolver com homens e a perceber que havia algo diferente. E eu só descobri que era super dotado quando eu cheguei a uma sauna e simplesmente causei espanto nas pessoas.

Por que?

Ué, os caras ficaram horrorizados com o tamanho! Eu ainda não tinha muito contato com homens e ninguém nunca tinha me dito que era maior que o normal. Depois desse episódio, comecei a perceber que realmente o que eu tenho entre as pernas é uma coisa surreal.

Nunca rolou de dar uma mijada ao lado de outro cara e pensar: “meu pau é maior” ou ver de algum familiar?

Sim, acontece e aconteceu varias vezes não posso negar! Eu tenho um morbo (tesão)em saber que eu tenho um pau enorme.

Como é ter algo surreal entre as pernas?

Tem os prós e contras! Eu acho que o sexo me desgasta muito, por ser tão pesado meu pênis me consome bastante! Por exemplo, para usar uma sunga na praia eu acho um pouco difícil, chama muito atenção e talvez as pessoas não acreditem, mas eu sou bastante tímido.

Quem suporta mais os seus 30cm: homem ou mulher?

As mulheres reclamam muito e os homens geralmente aguentam por mais tempo.

Você faz bareback?

Fiz na Hotboys, mas hoje não faria mais

Por que?

Por questão de saúde. Mesmo que eu já tenha feito, hoje eu prefiro gravar somente com preservativo.

O próprio Tim só grava com preservativo. É uma política da TimTales?

Mias ou menos. O Tim só grava com camisinha, mas alguns modelos dele fazem bareback.

Essa decisão é individual? Há diferença no cachê?

A decisão é de cada modelo e acredito que os valores são os mesmos!

Com qual ator você mais gostou de filmar e com qual gostaria muito de fazer uma cena?

O ator que eu mais gostei de gravar foi o Caleb King, nossa cena pegou fogo, ele tem uma bunda super acolhedora. É muito sexy. O ator que eu tenho vontade de gravar, e que ainda não aconteceu, é o Louis Ricautte. Sigo nessa expectativa. Ele é fenomenal. As cenas dele são bastante naturais e ele faz com gosto mesmo, se percebe.

Você gosta de homens másculos ou mais femininos?

O que me atrai são homens com aparência masculina, mas afeminados não são um problema pra mim.

O que você mais gosta na hora de transar, Eduardo? Tanto em cena como na vida real.

O que eu mais gosto é de dominar a situação na cama, e ver cada movimento e a fisionomia do companheiro, enquanto isso, na minha cabeça, eu tenho como se estivesse destruindo aquela pessoa, sem estar, é claro. É somente uma fantasia! Depois disso eu gosto de acariciar, dar beijos longos, com a sensação de que estou cuidando depois de ter dado uma surra de pica.

Tem alguma coisa que você ainda não fez na cama e nos filmes que você gostaria de fazer?

Tenho muita vontade de gravar uma cena com dois passivos sedentos por rola.

Nunca rolou ainda?

Não, infelizmente.

Você faria filmes com mulheres ou trans?

Eu penso bastante em fazer um filme hetero, mas fico com receio da reação do meu público. Afinal, quem realmente gosta de trabalhar como ator pornô acaba sempre pensando em quem está do outro lado assistindo. E já com trans eu na faria, por nunca ter tido uma experiência sexual antes.

Você ainda tem tesão por mulher?

Sim. Eu ainda sinto tesão em comer mulher

Então você é bissexual?

Não. Sou gay e bem resolvido com isso.

Siga o dotadão no Twitter em @Dupicasso

2 comentários sobre “Eduardo Picasso: “O que eu tenho entre as pernas é surreal”

  1. Olá eu me chamo Willians vim aqui para te desejar Parabéns felicidade que Deus te abençoe que você continue brilhando nesses filmes maravilhoso que você faz seu trabalho que você Se dedique cada vez mais a sua pessoa maravilhosa carinhoso atencioso que Deus te abençoe e que você continue sendo esse espetáculo de homem que você

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s